top of page
  • Writer's pictureAssessoria de Comunicação

Alckmin recebe reivindicações do setor de panificação e confeitaria

Quando governador de SP, Geraldo Alckmin colocou em prática o programa Desenvolve São Paulo.


Hoje, no contexto de um governo federal comprometido com a retomada do desenvolvimento da indústria nacional e da geração de emprego e renda, reivindicamos um programa semelhante, com linha de crédito para o setor de Panificação e Confeitaria alavancar a produção e gerar empregos de qualidade.


Esta foi a pauta principal da audiência com o vice-presidente da República Geraldo Alckmin, Ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços no governo Lula, no dia 18 de julho de 2023, em Brasília.


Participaram Chiquinho Pereira (presidente do Sindicato dos Padeiros de São Paulo e da Febrapan-Federação Brasileira dos Trabalhadores nas Indústrias de Panificação, Confeitarias e Padarias e Secretário Nacional de Organização, Formação e Políticas Sindicais da UGT), Ricardo Patah (presidente da UGT), Aparecido Alves Tenório, o Cidão (assessor do Sindicato dos Padeiros de São Paulo) e representantes do setor patronal e lideranças políticas.


A Indústria da Panificação e Confeitaria no Brasil possui mais de 70 mil empresas, produz 61,65% dos produtos vendidos em padarias e 38,35% são adquiridos para revenda, com faturamento anual em torno de R$ 92 bilhões, e emprega cerca de 2,6 milhões de trabalhadores.






Mesmo com esta pujança, por ser ainda muito artesanal e gerido por familiares, o setor enfrenta a concorrência das grandes redes de supermercados, minimercados, hortifrútis, padarias na obra, padarias em condomínio sem relação de emprego com o setor e padarias clandestinas que trabalham com matéria prima de procedência duvidosa.


Recentemente o grupo mexicano Oxxo instalou-se no Brasil com centenas de lojas de conveniência abertas 24h com a propaganda “Padaria – Pão Quente a toda hora”.


A covid, que matou mais de 700 mil pessoas no Brasil, também afetou o setor, com o necessário lockdown. Empresas tiveram suas finanças atingidas e demitiram trabalhadores. Somente em nossa base foram cortados mais de 20 mil postos de trabalho.


Diante de todos estes desafios, aguardamos uma definição do governo Lula, através do Ministro Alckmin, sobre a linha de crédito que estamos reivindicando para o setor de Panificação e Confeitaria.

9 views0 comments

Comments


bottom of page