top of page
  • Writer's pictureAssessoria de Comunicação

Mudanças climáticas e os cuidados com a saúde

O Sindicato dos Padeiros de São Paulo há muito tempo divulga a necessidade da educação ambiental em nossa sociedade, inclusive nos trabalhos e estudos escolares. Também recomenda nos Acordos e Convenções Coletivas de Trabalho a aplicação dos objetivos de desenvolvimento sustentável, previsto na Agenda Mundial com 17 objetivos e 169 metas a serem adotadas até 2030.


Foto: Reprodução/INMET


De acordo com o presidente do nosso Sindicato, Chiquinho dos Padeiros, entre os 17 objetivos, podemos destacar:


• A erradicação da pobreza;

• Segurança alimentar e combate à fome;

• Igualdade de gênero;

• Água potável e saneamento;

• Energia limpa e acessível;

• Trabalho decente e crescimento econômico;

• Indústria, inovação e infraestrutura;

• Redução das desigualdades;

• Cidades e comunidades sustentáveis;

• Ação contra a mudança global do clima.


Mudanças climáticas


Segundo pesquisa publicada na Revista Nature, a urbanização e as mudanças climáticas estão nos expondo a temperaturas extremas e rapidamente. A pesquisa informa que nas cidades da América Latina “uma proporção substancial das mortes é atribuível a temperaturas ambientais não ideais”.


E a associação da temperatura com a mortalidade está presente em todas as idades, no entanto, fica maior entre os idosos que podem apresentar problemas cardiovasculares e respiratórios. De acordo com os resultados desses estudos, “os formuladores de políticas devem priorizar ações para evitar os riscos presentes e futuros à saúde de temperaturas extremas”.


Cuidados com a saúde


O Ministério da Saúde orienta a população para dar mais atenção na hidratação e proteção do corpo com uso de protetor solar, entre outras recomendações. Confira:


Hidratação é fundamental

• Aumente a ingestão de água ou de sucos de frutas naturais, sem adição de açúcar, mesmo sem ter sede;

• Evite bebidas alcoólicas e com elevado teor de açúcar;

• Faça refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes;

• Recém-nascidos, crianças, idosos e pessoas com alguma comorbidade podem não sentir sede. Ofereça-lhes água.


Cuidados coletivos e em casa

• Se possível, feche cortinas e/ou janelas mais expostas ao calor e facilite a circulação do ar; 

• Abra as janelas durante a noite; 

• Utilize menos roupas de cama e vista-se com menos roupas ao dormir, sobretudo, em bebês e pessoas acamadas; 

• Informe-se periodicamente sobre o estado de saúde das pessoas que vivem só, idosas ou com dependência, que vivam perto de si e ajude-as a protegerem-se do calor; 

• Mantenha ambientes úmidos com umidificadores de ar, toalhas molhadas ou baldes de água. 


Cuidados com a saúde 

• Mantenha medicamentos abaixo de 25º C na geladeira (ler as instruções de armazenamento na embalagem);

• Procure aconselhamento médico se sofrer de uma doença crônica, condição médica ou tomar vários medicamentos; 

• Busque ajuda se sentir tonturas, fraqueza, ansiedade ou tiver sede intensa e dor de cabeça; 

• Se sentir algum mal-estar, busque um lugar fresco o mais rápido possível, meça a temperatura do seu corpo e beba um pouco de água ou suco de frutas para reidratar; 

• No período de maior calor, tome banho com água ligeiramente morna. Evite mudanças bruscas de temperatura.


Proteja-se do sol e do calor

• Evite a exposição direta ao sol, em especial, de 10h às 16h; 

• Se expor ao sol sem a proteção adequada contra os raios ultravioleta deixa a pele vermelha, sensível e até com bolhas. Use protetor solar;

• Use chapéus e óculos escuros;

• Proteja as crianças com chapéu de abas;

• Use roupas leves e que não retêm muito calor;

• Diminua os esforços físicos e repouse frequentemente em locais com sombra, frescos e arejados; 

• Em veículos sem ar-condicionado, deixe as janelas abertas; 

• Não deixe crianças ou animais em veículos estacionados.


Fontes consultadas:

por Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Padeiros de São Paulo

66 views0 comments

Comments


bottom of page