top of page
  • Writer's pictureAssessoria de Comunicação

Sindicato dos Padeiros lutará por reajustes com aumento real e avanços sociais na Campanha Salarial 2024 para a categoria no ABC

Começou a campanha salarial 2024 dos cerca de 12 mil padeiros, confeiteiros, balconistas e demais trabalhadores do setor de panificação e confeitaria, das sete cidades do ABC (Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Rio Grande da Serra), com data-base em 1º de junho e representados pelo Sindicato dos Padeiros de São Paulo.



Na quarta-feira, 27 de março de 2024, em assembleia na subsede do Sindicato em Santo André, foi definida a pauta de reivindicações que, já protocolada no sindicato patronal, será negociada com os patrões.


O Sindicato dos Padeiros lutará pela reposição das perdas causadas pela inflação do período (previstas em 4,72%), por um aumento real de 5%, por aumentos nos valores da PLR, do piso salarial e do Dia dos Trabalhadores da Categoria (Dia dos Padeiros), por melhorias na cesta básica e pela manutenção das cláusulas sociais da Convenção Coletiva de Trabalho anterior.



Também em pauta as seguintes reivindicações: a folga aos domingos a cada 15 dias para as trabalhadoras, conforme decisões do STF e do TST, e o aperfeiçoamento da cláusula já prevista na Convenção Coletiva que garante a Segurança e a Dignidade Menstrual para as trabalhadoras.


Chiquinho dos Padeiros, presidente do Sindicato


“É a capacidade de mobilização da categoria com o Sindicato que faz a diferença e garante os avanços, ano a ano, em nossas negociações. Não devemos ter medo de lutar pelos direitos, que são decisões legais e existem. Temos que propor uma negociação sadia e os patrões têm que nos respeitar em todas as nossas reivindicações, lutas e conquistas. Já avançamos muito, mas precisamos, podemos e vamos avançar muito mais!”, diz Chiquinho dos Padeiros, presidente do Sindicato dos Padeiros de São Paulo e da Febrapan (Federação Brasileira dos Trabalhadores nas Indústrias de Panificação, Confeitarias e Padarias) e Secretário Nacional de Organização, Formação e Políticas Sindicais da UGT.


O Sindicato dos Padeiros de São Paulo representa 75 mil trabalhadores(as) em São Paulo, Grande SP e ABC. Enquanto a data-base para os 12 mil do ABC é 1º de junho, para os demais companheiros(as) a data-base é 1º de novembro.



191 views0 comments

Comments


bottom of page