top of page
  • Writer's pictureAssessoria de Comunicação

“Construir uma sociedade melhor”, por Chiquinho dos Padeiros

Updated: Mar 15



Com estas palavras, o presidente do Sindicato dos Padeiros de São Paulo, Chiquinho Pereira, iniciou sua participação na entrevista ao apresentador Zé Lau, no programa Expressinho Sertanejo, na Rádio ABC FM 81.9, de Santo André, na quinta-feira, 14 de março de 2024, das 17h às 19h.


Na entrevista, intercalada com músicas sertanejas, forró e informações regionais, Chiquinho dos Padeiros falou sobre o início de sua vida profissional no setor de panificação e confeitaria e como chegou ao Sindicato para agir contra as péssimas condições de trabalho e militar pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras.

Chiquinho explicou a diferença entre Convenção Coletiva e Acordo Coletivo, disse que é essencial o sindicato ser atuante e destacou as vantagens de os trabalhadores(as) serem sócios(as) do Sindicato dos Padeiros de São Paulo.


Os sócios(as) têm direito, juntamente com seus dependentes, a departamentos médico, odontológico e jurídico, ao lazer da Colônia de Férias de Caraguatatuba e outros benefícios.

O Sindicato dos Padeiros possui na Bela Vista, em São Paulo, a sede central, o Casarão da Cultura e a Escola de Panificação e Confeitaria. “Nossa Escola contribui para a pessoa ingressar na profissão ou se aperfeiçoar. É uma profissão bastante procurada, cujo resultado depende muito do tato e da criatividade do próprio trabalhador(a) que a exerce”, afirma Chiquinho dos Padeiros.


A entidade também tem subsedes nos bairros Santo Amaro e São Miguel Paulista e nos municípios de Santo André e Osasco.



Questionado sobre a concorrência da Oxxo, Chiquinho esclareceu que o problema é esta empresa usar marca de padaria sem ser padaria e que a questão já foi encaminhada, juntamente com alguns empresários do setor, ao governo, em uma reunião com o vice-presidente Geraldo Alckmin, que na ocasião exercia interinamente a presidência da República.


“Nosso trabalho é forte para resgatar a autoestima dos trabalhadores(as), principalmente por conta da reforma trabalhista de 2017, que foi uma maldade, tirou direitos e prosseguiu no governo passado com o ex-presidente tentando acabar com a NRs (normas regulamentadoras de saúde e segurança) e com os sindicatos”, disse Chiquinho.


“O sindicato é a única defesa que o trabalhador tem” e, para isso, existem, sim, “entidades sindicais sérias no Brasil e no mundo todo”, argumenta Chiquinho, confirmando a opinião do apresentador Zé Lau sobre o tema.


Chiquinho dos Padeiros lembrou que o STF reconheceu que as trabalhadoras têm direito a folgas aos domingos a cada 15 dias e que, diferente do passado, quando a profissão era exercida basicamente por homens, hoje a categoria é 60% formada por mulheres, que enfrentam com muita garra o trabalho nas padarias, confeitarias e demais empresas do setor.


Doca (Tonyan do Forró), Zé Lau e Chiquinho dos Padeiros

43 views0 comments

Comments


bottom of page