top of page
  • Writer's pictureAssessoria de Comunicação

Jornal A Massa convoca: vamos parar as padarias!

Em assembleia no dia 1 de dezembro de 2023, na sede do Sindicato dos Padeiros de São Paulo, foi aprovado ESTADO DE GREVE nas padarias.


A proposta é parar padaria por padaria, com carros de som e apoio de outras categorias e da central sindical UGT, para pressionar o setor patronal e a categoria conquistar na Convenção Coletiva de Trabalho o reajuste salarial, o Convênio Farmácia e a Dignidade Menstrual, entre outros avanços sociais e econômicos reivindicados.


Só não haverá paralisação nas padarias e empresas com quem o Sindicato tem fechado Acordos Coletivos em separado.


E atenção! O Sindicato informa que está aberto 24 horas por dia para as padarias que quiserem fechar Acordo. É assim ou é greve! 


Entenda os motivos


A pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2023 foi entregue no final do mês de agosto, ou seja, há mais de 3 meses.


Mas o sindicato patronal interrompeu as negociações para ir a uma Feira de Panificação na Alemanha, igual à que eles participaram em julho aqui São Paulo, desrespeitando o Sindicato, as reivindicações e a categoria, atrasando as negociações e dificultando o fechamento das negociações da data-base que é 1º de novembro.


No final, vieram com posições inaceitáveis perante a pauta de reivindicações. Pois não é só o salário que está em questão. Os benefícios, como, por exemplo, o Convênio Farmácia e a cláusula da Dignidade Menstrual, entre outros, também compõem os merecidos ganhos econômicos e sociais para a categoria.


Circular autoritária


O sindicato patronal soltou uma circular falando sobre “antecipação salarial”. Fez isso de forma arbitrária, inclusive com assinatura do presidente do sindicato patronal, sem comunicar, sem negociar e sem ter a assinatura do presidente do Sindicato dos Padeiros de São Paulo, o Chiquinho Pereira, como é de praxe e deve ser assinada uma circular coletiva.


Causam assim ruídos desnecessários e muita apreensão na categoria, em pleno final do ano, período no qual todos os corações e mentes merecem estar apaziguados para as celebrações em família do Natal e do Ano Novo, já resolvidas as questões da Campanha Salarial.


Seria muito melhor para todos se as negociações fossem agilizadas, realizadas em alto nível e respeitando-se o Sindicato, a pauta de reivindicações e os anseios dos trabalhadores e trabalhadoras.


Greve, neles!


“Vale lembrar que na pandemia, contribuímos muito para manter os empregos e as empresas funcionando. O setor agora está em expansão, dentro do contexto de retomada do crescimento econômico do País, com os trabalhadores e trabalhadoras produzindo diariamente a riqueza do setor de panificação e confeitaria. Nada justifica tanto desrespeito, autoritarismo e descaso do setor patronal em relação à categoria, às reivindicações e ao Sindicato. Portanto, só nos resta o caminho da Greve para garantir os direitos reivindicados desde o mês de agosto. Participe!”, diz Chiquinho dos Padeiros, presidente do Sindicato.


Acesse o Boletim a baixo

Boletim Estado de Greve dez 2023
.pdf
Download PDF • 733KB


464 views0 comments

Recent Posts

See All
bottom of page